SEA PINKS




Sea Pinks

Soft Days (CF Records – Jan. 2016)

Liderados por Neil Brogan, outrora elemento dos Girls Names e membro dos CRUISING, os Sea Pinks editam "Soft Days" o seu segundo álbum como um trio (Steven Henry e Davey Agnew no baixo e bateria respetivamente), após 3 registos caseiros nos quais Brogan assumiu toda as tarefas musicais.

"Soft Days" é assumidamente um disco pop, cuja inspiração maior remete para a década de 80 através de bandas seminais como os The Smiths, The Go-Betweens, Felt ou para a vaga C86, num disco coeso, pleno de simplicidade e bom gosto, com uma produção básica que assenta na perfeição nas onze canções que o compõem.

Com a cadência jangle a imperar na maioria dos temas, a espaço detetamos rasgos de power-pop ("Keep Running") e até de surf-pop ("Yr Horoscope" poderia ter sido assinada pelos Two Wounded Birds), com a voz sempre melodiosa de Brogan a debitar histórias na sua maioria sobre relações amorosas num timbre que alterna entre o Tim Wheeler dos Ash  ou um Billy Bragg com menos sotaque.

Num disco que não aspira a ser mais que um bom conjunto de canções, um objetivo alcançado com distinção,"Soft Days" tem o condão de soar bastante familiar sem no entanto descambar para o plágio ou mera devoção, revelando isso sim, qualidades mais do que suficientes para conquistar mesmo o ouvido mais rotinado nestas andanças do indie-pop.


em "Mouco!"

 

Fica o link para observação atenta do tema “Dream Happening”.

Disponivel em: